Gerenciamento de crise

Sou jornalista e trabalho em um órgão público. Portanto, eu e a equipe de comunicação com que trabalho estamos acostumados a lidar com crises. Mas, quando a crise é aqui em casa, entre os felinos, eu não sei, não quero e não faço a mínima ideia de como administrar o caos.

É uma longa história! No começo da semana, quando o zé chegou em casa na hora do almoço não encontrou o chico. Me ligou:

– Amor, não encontro o Chico em lugar nenhum, chacoalhei o potinho de petiscos e ele não aparece. Ele estava em casa, quando vc fechou a porta pela manhã?

– (Respiro tentando me controlar, revejo a cena da manhã e tenho certeza de que sim, ele estava lá). Amor, claro que estava, já viu atrás da poltrona?

Zé desliga, eu penso se volto a trabalhar ou se corro pra casa aos prantos (sim, eu sou dramática!). Pondero, sou uma mulher adulta e o Chico é “só” um gato, não posso deixar de trabalhar pq meu “só um gato” resolveu sumir (eu não acredito nessa ponderação, não é só um gato, é o meu piquitinho preto mais lindo do mundo, que depende de mim, que nunca pisou na rua, indefeso etc. etc).

Zé liga minutos depois e explica:

– Encontrei o Chico escondido atrás da poltrona, enrolado em uma sacola plástica, muito assustado e aparentemente com dor…

Me digam, como passa uma tarde de trabalho imaginando o que, diabos, aconteceu com o Chico, que passou o resto da tarde desconfiadíssimo, arrepiando pra Alice e fugindo do Zé… Cheguei no fim da tarde, levamos à veterinária, ela constatou a dor, deu uma injeção de antiinflamatório, ele voltou pra casa, Alice, uma linda, sentiu o cheiro estranho, mas deu umas lambidinhas nele e boa.

Ele está melhor, mas ainda dolorido. Essa é a primeira crise.

Alice anda coçaninho a orelha, pendendo a cabecinha, sinal de otite, claro. Levamos a bela pra veterinária. Realmente, ouvido inflamado. Pq? Pq, provavelmente, senhor Chico anda lambendo demais a orelha dela e a deixando úmida. A assistente da veterinária (que pegou uns cem bichos naquele dia) alisou a Alice até cansar.

Chegamos em casa e o que acontece? Chico acredita que trocamos Alice por qualquer outra siamesa gordinha que passava pela rua. Cuspiu, silvou, arrepiou, bateu. Alice, meu Deus, que delícia de gata, ficava arrulhando perto, correndo, chamando pra brincar, mostrando a barriga.

Não sei, gente, não consigo lidar com brigas entre eles! Tenho vontade de chorar! É assim mesmo?

Ele esqueceu da birra e começou a se aproximar dela, mas quando chegava perto sentia o cheiro da “bendita” assistente, paralisava e voltava atrás.

Peguei a mantinha deles, esfreguei na Alice até ela começar a balançar o rabo com vontade de me matar e fui tomar banho. Quando voltei pra sala, encontrei a bandeira branca hasteada. Mas, óh, não sirvo pra gerenciar crise de gato, não…

Que foi? Pra que o drama? Vc não sabe que eu sou irresistível??

Que foi? Pra que o drama? Vc não sabe que eu sou irresistível??

 

Anúncios

11 ideias sobre “Gerenciamento de crise

  1. Laís

    Que drama mais dramático!!! Eu tenho gatos/cachorros há 16 anos sob minha inteira responsabilidade,se for contar desde a primeira gata lá se vão 41 anos, mas meus pais eram os responsáveis naquela época. Já aconteceram tantas coisa que eu me senti na obrigação de escrever um blog e contar tudinho! Também tive algumas emergências difíceis e tristes que eu prefiro esquecer mas eu posso dizer que tudo valeu a pena! Meus gatos me fizeram e fazem muito feliz sempre!
    Adorei a foto dos maninhos juntinhos, deu vontade de apertar muito esses fofinhos!
    Beijos

    Resposta
    1. Ariana

      Vc viu, Laís? Não sirvo pra fazer a mocinha do Manoel Carlos??? Hahahahaha… Eu morro de medo deles brigarem e nunca mais se “falarem”! Gente, quando eu for mãe de gente eu surto! Rs!

      Resposta
  2. Lívia Fernanda

    Acho que tem coisa que a gente tem que ter paciência mesmo! Quando eu levo a Ágatha e a Mabel para a casa da minha mãe, elas brigam muito entre elas. E na volta para meu apartamento, elas continuam brigando por mais um tempo. Às vezes eu tenho a impressão de que os gatos enxergam super mal, e se localizam apenas pelo cheiro, vai entender! Mas, realmente, se o assunto é: gato sumiu, gato não está comendo, gato não quer sair do canto… aí eu surto também!!

    Resposta
  3. Silvia Freitas

    Ai, que coisa hein!! Deixa eu te contar , Ariana: aconteceu a mesma coisa em casa.
    Um dia fomos a um casamento, as meninas sozinhas em casa, qdo chego não acho a Belinha. Procura que procura, achei-a atrás do sofá, enrolada em um sacola plástica, de bunda pra cima. Ela estava com medo, até parece que alguém tinha feito isso com ela, mas seria impossível, pq moro num apartamento bem fechado, ninguém esteve em casa nessa noite. E tbm não sei explicar de onde surgiu a sacolinha que ela estava enrolada. Olha, só Deus pra explicar. Levei-a no vet e precisou tomar injeção para dor tbm, mas não foi nada grave, só susto.
    E a Jasmin e Phoebe estão nessa de lamber a orelha uma da outra. Percebi que a JAsmin machucou a orelha da Phoebe outro dia, pq ela reclamou. CAramba, será que a cerinha do ouvido delas é tão gostosa assim? Poxa!!! kkkkkkkk
    Beijinhos, espero que a crise passe logo.

    Resposta
  4. Erika

    A minha vet deu uma sugestão pra esse tipo de acontecimento: sabe aqueles produtos de banho seco pra gatos? Passa nos dois.. assim, eles ficam com o mesmo cheiro e se estranham menos.

    Mas eu te entendo. Aqui em casa, o Odin deu de louco e começou a brigar muito com a minha gordinha (que é igual a sua gordinha). Quando eles soltam berrinhos, me da um aperto enoooorme no coração… =/ Também não sei lidar.. hahaha

    Resposta
  5. pretinha

    Vocês são excelentes pais, vocês perceberam na primeira que eles estavam com dor, e isso é coisa de quem cuida muito bem dos gatos, e vocês souberam resolver direitinho a questão da Alice com cheirinho da atendente, então vocês sabem gerenciar crises gatais hehehe
    beijos e boa semana

    Resposta
  6. Frida, Bilbo e Sofia

    Hehehe…nós gatos sempre fazemos isso com os nossos pais !!!! Aqui em casa quem parece sumir de vez em quando é a Frida ou a Sofia !!! A mamis fica hiper preocupada !!!!
    E a fotinho deles junto tá muito fofa !!!!
    Obrigado por seus lindos comentários no nosso blog !!!
    Tenham uma ótima semana !!!!
    Bilbo

    Resposta
  7. Pingback: Uma novela chamada Chico | Caixa de Gatos

  8. milene

    São como crianças mesmo, não falam o que houve e pra gente só sobra arrancar os cabelos de preocupação e de tentar descobrir o que aconteceu 😉
    Estão lindos, bem juntinhos na fotinho 🙂
    Bjss

    Resposta
  9. Claudia G

    Preciso de ajuda de donos de gatos e gatas pelo amor de Deus! Eu tenho uma gata cinza de 2 anos e meio (adotada). Agora, adotamos outra que tem 5 meses. A mais velha não quer saber de papo com a menor, já vai mais de 3 meses e nada de podermos aproximar as 2. Eu tô a ponto de ficar louca, já tivemos outros gatos e nunca aconteceu isso. A cinza e braba demais. Me ajudem please! Qualquer dica será ouvida e seguida.

    Resposta
  10. Pingback: A paz… | Caixa de Gatos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s