Arquivo da categoria: Uncategorized

Ao gato, com carinho!

Quem convive com qualquer animal sabe o quanto eles nos ensinam lições pro dia a dia. Em mais de um ano de convivência, o que aprendi com os meus gatos;

1 – Recomeçar sem mágoas
Todas as vezes que eles se separaram e têm de voltar rola um estresse. Um bate no outro, implica, briga. Mas quando se acostumam com o cheiro um do outro, se tratam como se nada tivesse acontecido, com carinho, amor e mta alegria

2 – Dormir sem culpa
Eles se agitam pela manhã e de noitão. Do resto é dormir largado, de língua pra fora, de barriga pra cima!

bom dia, boa tarde e boa noite!

bom dia, boa tarde e boa noite!

3 – Viver o momento
Eles estão inteiros em cada momento. A mesma concentração na hora do carinho, na hora da comida ou da perseguição a um bichinho que está na parede

que isso???

que isso???

4 – No autopiedade!
O chico ficou 45 dias internado. Não o vi depressivo em nenhum momento! E, quando chegou em casa, a vida seguiu como se nada tivesse acontecido!

desculpa se eu sou lindo!

desculpa se eu sou lindo!

5 – Deixar marcas no que é seu
Alice faz questão de arranhar o tênis do seu humano quando ele sai e quando ele chega em casa

6 – Ser presente
Quem nunca tropeçou num gato silencioso que se senta bem atrás do seus pés? Ou nunca foi seguido de um cômodo para outro pela sombra de um felino? E só quem já chegou em casa mto chateado sabe o que é ser consolado por uma bola de pelos que parece saber perfeitamente como se encontra o coração do seu humano

7 – Autenticidade
Eles fazem o que querem, quando querem e só se deixam ver, apertar e pegar quando lhes satisfaz. Uma moça que veio limpar nossa casa, uma vez, trouxe o filho de três anos apaixonado por gatos. Ele os procurou por uma tarde inteira “cadê os gatiiinhos??”. Só Deus sabe, meu filho…

8 – Fechar os olhinhos
Eles piscam vagarosamente pra dizer: “olha, vc é bacana, eu confio em vc e me sinto bem aqui”. Eles fecham os olhinhos de prazer no sol, na hora de um carinho, quando se lambem ou tirando um soninho de cabeça erguida!

Numa relax, numa tranquila, numa boa...

Numa relax, numa tranquila, numa boa…

9 – Charme e simplicidade sempre
Charme é o nome da Alice quando nos pede carne ou alguma coisa que queira muito. Chico desprezou cada ratinho de corda caro e pira com barulho de papel pq amaaaaaa bolinhas incríveis que eles podem ser!

eu faço o favor de posar pro sol...

eu faço o favor de posar pro sol…

10 – Se cuide e cuide do outro!
Precisa dizer algo sobre isso?

 

Anúncios

Casamos!

Oi, gente!!

Desculpem a demora em dar notícias, mas ainda estávamos voltando pra rotina!

Casamos!! E eu vim aqui pra mostrar um pouquinho do que teve. Fomos pra Bahia e ficamos seis dias. Minha mãe ficou com os gatinhos e morremos de saudades deles! Nunca ficamos tanto tempo longe…

Voltamos cheios de amor pra dar e como somos recebidos: Chico reagiu como se fosse a primeira vez que nos visse. Assustou, correu de nós, mas se reaproximou aos poucos. Alice passou o dia todo na área de serviço e demorou, como sempre faz quando a gente fica longe muito tempo, uns dois dias pra voltar ao normal.

Pra que eles passassem bem pela semana agitada do casamento e pela semana da nossa ausência, apelamos pro feliway que, como sempre, comprovou ser um santo remédio!

Mas chega de falação e vamos pras imagens!

Teve noivo respondendo declaração de amor com um simples “obrigado” e derrubando a igreja de tantas gargalhadas

PD130921_0297

Teve princesa levando a imagem de Nossa Senhora pra abençoar nossa família

PD130921_0385

Teve o “batma” e nem era o Chico

batma

Teve a natureza nos dando um presente de Deus

PD130921_0819 PD130921_0950

Teve samba!

PD130921_1522

Teve noiva bêbada…

beuda

E teve Alice e Chico, claro!!!

PD130921_1069 PD130921_1327

Catjuana

Um pouquinho antes de a Alice chegar em casa, o Zé foi ao pet shop comprar o “enxoval” da menina e chegou com uma caixa de papelão metida à besta (custando horrores) que prometia o milagre da satisfação total dos felinos, o Scratch Lounge. Só depois descobrimos que a caixinha era tão de papelão quanto qualquer outra e o maior segredo dela era vir com um saquinho potente de catnip, que deixava a Alice doidinha da silva.

O tempo passou e o Scratch Lounge ficou jogado às traças. Sempre que dava a gente comprava catnip, mas 1 grama da erva seca custa mais de R$ 10 por aqui, um “arbsurdo”. Então compramos sementes da erva do gato! A primeira leva brotou, eu achei que as mudinhas precisavam de sol e nada melhor do que o sol do meio dia. Secaram, óbvio! Hahahahaha… A segunda leva demorou a emplacar, mas agora está uma belezinha! Nossa esperança é que ela dê flores e sementes pra posteridade!

Is this love?

Is this love?

Don´t worry, be happy!

Don´t worry, be happy!

Em poucas quantidades, ainda compramos a erva seca. O Chico fica simplesmente alucinado! A Alice já não liga tanto pra ervinha seca mais. Mas ama apaixonadamente comer as folhas. Como a plantinha ainda está se desenvolvendo, divido uma folha entre os dois, não todos os dias.

Maresia, sente a mare-siia, maresiaaaa, uhhuhhhuuu

Maresia, sente a mare-siia, maresiaaaa, uhhuhhhuuu

O resultado é quase sempre (99% das vezes) esse: Chico come sua parte e pula no pescoço da Alice, ela revida e começa uma luta bêbada! Nessas horas o Scratch Lounge volta a ser usado!

Peace and love!

Peace and love!

Pros que nunca ouviram falar (o que eu duvido já que todos somos gateiros de carteirinha), o catnip, ou erva do gato, é um parente do hortelã (tem até um cheirinho meio parecido quando planta fresca). Como ela repele insetos que tentam se alimentar dela, já foi usada como repelente, mas também tem propriedades medicinais, por isso pode ser usada como chá cicatrizante e antiácido. Não faz mal pros gatinhos, nem vicia. Pelo contrário é muito indicada pros mais preguiçosos, como estimulante. Aqui em casa é diversão garantida pros dois. (Confesso: quando percebo que a Alice-autista está louca pra brincar e o Chico nem liga pra ela, eu coloco um pouquinho de catnip no Scratch Lounge pra ele enlouquecer e ceder à minha Gorda!)

Pra quem se interessar, eu comprei as sementes pela internet, no Mercado Livre, Fsevero Vendas. Foi rápido e muito competente. O email do vendedor é fsevero@gmail.com

Fluffices!

A gente anda sumido, então, pra compensar, segue só uma sequência de fofices fotográficas.

Começamos com a redondinha mais fofa das galáxias!!

Quem quer brincar comigo???

Quem quer brincar comigo???

Eu disse brinc...

Eu disse brinc…

aaaiinnnn, fico até vesga...

aaaiinnnn, fico até vesga…

E agora, meu morceguinho!!!

Sem fotos, preciso preservar minha identidade secreta: sou o BATMA!!

Sem fotos, preciso preservar minha identidade secreta: sou o BATMA!!

E a participação especial de Mingau e Margarida!!!

Irmão, eles estão muito fofos. Como a gente vai vencê-los nessa competição de fofura?

Irmão, eles estão muito fofos. Como a gente vai vencê-los nessa competição de fofura?

Já sei, irmã, encosta em mim e finge que dorme!

Já sei, irmã, encosta em mim e finge que dorme!

Dos sustos que eles nos fazem passar

Antes de mais nada, reforço meu “Feliz 2013” por aqui!

Passei cinco dias fora. Valeu a pena, pq viajar é sempre algo que vale muito a pena. Mas o coração fica apertadinho, né? Ainda bem que a Andrea cuidou deles melhor do que eu, até! Essa pode ser catssiter! Mandou foto, mensagens diárias, me deixou super tranquila.

Chegamos em casa quarta-feira. Quando a gente volta de viagem, Alice fica um ou dois dias nos ignorando como quem diz: “vcs não me deixaram? agora, aguentem a minha frieza!”. Já o Chico ficou um grudeiro! Me seguia de perto por toda a casa, deitava perto, vinha pedindo carinho, subia na pia do banheiro quando eu ia escovar os dentes, enfim, se pudesse ocupar o mesmo lugar no espaço, ele ocuparia!

Notei que ele tava meio morocoxo, miadinho rouco, comentei com o Zé, mas os dois concordamos que podia ser manha. Porém, ontem, acordo e me deparo com um vômito gigantesco na sala. Em meio à ração mastigada um plástico inteiro, enorme! Até agora não acredito que ele foi capaz de engolir aquilo tudo inteiro.

Como eu sei que foi ele e não Alice? Pq minha gata é uma lady! Nos cinco meses que mora em casa, nunca colocou nada na boca que não fosse ração ou filé (sim, filé, tentamos dar pescoço de frango pra limpar os dentes, ela cheirou e “fez” cara de nojo. Até fígado a danada rejeita). Quando vi a arte, tive certeza que era do pretuminho. Desde que chegou, em outubro, já comeu fio de carregador de celular, fio de mouse, todos os fios elétricos que encontra pelo caminho, fuça no lixo, come qualquer migalha que deixamos cair no chão. A gente sabe quem apronta o que na casa!

Vomitou o plástico e virou o demo! Está cada dia mais impossível esse pequeninho! Ontem foi atacar uma pena, escorregou e segurou com as unhas na minha perna! Não preciso dizer o tamanho do arranhão que deixou, né?! Mas prefiro ele mil vezes espoleta a xoxinho! É só meu preto que apronta? O que os bigodinhos de vocês gostam de aprontar pra deixar vcs loucos de susto?

Não to nada bem... Tem um plastiquinho pra eu comer aí?

Não to nada bem… Tem um plastiquinho pra eu comer aí?

Tudo sobre eles…

Tudo nada, mas achei legal a ideia do blog do Ned, de escrever sete coisas principais sobre meus bigodudos!

Alice

Imagem
– Não resiste a fios. De manhã, adora mexer nos cadarços dos sapatos do Zé, enquanto ele os calça
– Contrariando a maioria felina, não é nem um pouco fã de Wiskas sachê. Lambe só o caldinho e é extremamente exigente com o que come
– Não existe no mundo gato mais fácil de medicar do que ela! Engole comprimidos com uma facilidade incrível
– Não há o que a faça desistir de afiar as unhas na cama box
– Dá uns miadinhos quando quer subir em algum lugar alto, como quem anuncia que vai cometer uma loucura
– Ama apaixonadamente se esconder em caixas de papelão
– Tem uma paixão silenciosa pelo José Carlos

Chico

Imagem
– Ama bolinhas de papel. Quando escuta a gente mexendo em papel já vem todo serelepe
– Tem a pupila direita menor do que a esquerda
– Pira com carinho nas costas e na barriga
– Adora lugares altos. Quando não consegue subir, dá um jeito de escalar com as unhas
– Come o que encontra pelo chão, seja isso comestível ou não
– Ronrona pra manipular a gente a fazer carinho e a Alice pra dar banho nele
– Mia quando ouve a minha voz

A Karina do Ronron do Gato e a Livia do I/0 Gatos nos visitaram, elas nem imaginam que eu li do primeiro ao último post tudo o que elas escreveram! Muito obrigada pela experiência e pela visita, meninas!