Arquivo mensal: abril 2013

Solzinho

Fim de semana é o tempo que a gente tem de ficar junto e grudado. E, claro, hora de tirar muuuuitas fotos! Como a temperatura está um pouco mais baixa, o sol é um ótimo companheiro na hora da soneca. Até eu vir atrapalhar…

dormindo no quentinho do sol

dormindo no quentinho do sol

hummmm que travesseirinho macio...

hummmm que travesseirinho macio…

O que vc quer, humana inconveniente???

O que vc quer, humana inconveniente???

Por que acordar a gente com essa coisa apontada pra nós??

Por que acordar a gente com essa coisa apontada pra nós??

Boring...

Boring…

Irmão, ignora e volta a dormir

Irmão, ignora e volta a dormir

Sai daqui e deixa a gente em paz!

Sai daqui e deixa a gente em paz!

Anúncios

Castração

ai, esse antibiótico dá um soninho...

Se a Anne Geddes me descobre, desiste de fotografar bebês…

Essa na foto é a margaridinha, da minha amiga Aveliny, em recuperação depois da castração. Por tudo que já li, não existe dúvida sobre os benefícios de se castrar nossos pequenos, mas a Margarida passou por uma experiência muito ruim com a cirurgia dela.

Todos que já castraram seus animais devem ter assinado um termo se responsabilizando pelo processo. Alice veio pra casa já castrada, se recuperando. A gente acredita que ela tinha entre 6 e 8 meses (tenho até minhas dúvidas se ela já não foi mamãe, pq tem a barriguinha meio flácida e cuida do chico com tanto zelo! – aliás, merecendo outro post como a minha menininha ta voltando ao normal com o desenvolvimento do Chico!! E como ele está com adolescentices!). A cirurgia da Alice foi tensa, fizeram um corte duas vezes maior do que o necessário, infeccionou, tadinha, sofreu um bocado.

Quando foi a vez do Chico, levamos quando tinha quatro meses. Foi super simples, ele dormiu na clínica só por precaução, mas no dia seguinte já estava pulando e escalando tudo! Eu assinei esse termo e fiquei morrendo de medo que ele tivesse alguma reação à anestesia.

Pois é, com ele foi tudo bem, mas a Margaridinha sofreu o que todos os donos têm receio: choque anafilático provavelmente por causa da anestesia. O choque causou um edema pulmonar e cegueira, a pequeninha teve de respirar com aparelhos e ficou um tempinho em coma. A Vê ficou desesperada. A sorte foi que Margarida estava em Brasília numa clínica especializada em gatos. Com muita dedicação e carinho a Margarida foi voltando e agora já está toda serelepe e recuperada, inclusive da cegueira que foi temporária.

Perguntei pra um veterinário amigo nosso qual a probabilidade de um animal sofrer um choque desses durante uma cirurgia de castração e ele disse que são mínimas. Mas que gato, como nós sabemos, são sempre mais sensíveis. Por isso, é importante que seja feito um teste antes da cirurgia pra saber se o bichinho não terá nenhuma reação.

Então, pra quem ainda não castrou seu peludinho, não deixe de fazer. Além de deixar os pequenos menos rueiros, a castração diminui consideravelmente os riscos de câncer e tumores. A história de que os filhotes não brincam mais depois de castrados é uma bobagem. O Chico só não é mais arteiro e brincalhão pq é um só. Tb existe a lenda de que o animal para de crescer e engorda. O Chico mais uma vez contradiz a lenda: está maior do que a Alice e tão magrelo , mas tão magrelo, que parece uma varetinha.

Uma abordagem muito legal sobre castração é a do Amor & Miados. Especialmente no que diz respeito a castração pediátrica. Vale muito a pena ler! Respeito muito o trabalho deles, principalmente no projeto Felinos Urbanos.

Castrar é inquestionável! O que a gente tem de ficar atento, no entanto, é se o nosso peludinho pode ser castrado em determinada ocasião, se não vai ter nenhuma reação à anestesia, se está em condições de saúde, enfim, observar pequenos detalhes pra que uma cirurgia simples não se torne um big pesadelo, como foi pra Margaridinha!

Feliz Páscoa!

Oi, gente! A Páscoa é sempre uma festa que me enche de alegria! E nem é por causa do chocolate! É a festa da vida e da esperança. Me renova como se fosse um reveillón! Pros que acreditam, é o dia em que, por amor, Deus, por meio de Jesus, vence todos os obstáculos, inclusive a morte, pra que a gente seja livre e feliz!

Passamos um feriado agitado, meus pais vieram nos visitar. Gosto quando vem gente em casa pros gatos se acostumarem com pessoas diferentes. Eles não são os modelos de hospitalidade, mas não se escondem quando tem gente diferente na casa. Não se esconderam, mas só quiseram saber de dormir.

Minha mãe não deu folga pro Chico, ela adora brincar com ele!! Ficou exausto! E, claro, poucos resistiram à tentação de dar aquela apertadinha na Alice sempre que passavam por ela… Mas eu pergunto, dá pra resistir??

Ai, meu Deus, fiquei tão hipnotizada por essa foto que não consigo pensar uma legenda...

Agora eu sou uma toelha da Páscoa…