Arquivo da categoria: papelão

Felinos Rycos

Os gatos de hj estão mais mimadinhos, tem wiskas sachê uma vez por semana, ração bacanuda, carinho e colinho aos montes. Mas esses mesmos gatos rycos estão condenados à eterna clausura por telas que os cercam de todos os lados. Já que os meus pequenos estão reclusos à prisão perpétua, penso que é importante manter um ambiente ao menos interessante pra eles. Assim, dá-lhe criatividade e grana pra melhorar o ap pra eles. Sei que quem tem um gatinho em casa, e tem a mínima preocupação com o bem-estar deles, pensa em que pode melhorar pra dar mais saúde e alegria pro bichano. Aqui em casa implantamos algumas coisas.

A mais cara engenhosa é o conjunto de prateleiras

Sou o rei da pedra do rei...

Sou o rei da pedra do rei…

Ai, uma barata!!!!

Ai, uma barata!!!!

E se a gente brincasse de telefone sem fio??

E se a gente brincasse de telefone sem fio??

Como vcs podem perceber pela última foto, nossa sala é um pardieiro ambiente que procura ser enriquecido! Essa coisa “linda” de madeira foi um presente da minha mãe. Alice comprou a ideia rapidinho e é o arranhador preferido dela.

Mas nem tudo demanda investimento. Mesmo pq os gatos fizeram um voto de pobreza quando vieram ao mundo e amam apaixonadamente coisas simples como caixas de papelão e bolinhas de papel. Por isso nunca falta nenhum desses pela casa (fico imaginando o que pensa a faxineira quando encontra as bolinhas de papel embaixo de sofá e geladeira: “casalzinho porco, custa jogar o papel no lixo??). Mas, pra não ficar tão zoneado, dá pra customizar um pouco as coisas. Essa aí embaixo é uma caixa que eu encapei com chita. Ela tá mais visível aqui, mas é que Alice tava tão linda nessa foto…

Pq me incomoda?

Pq me incomoda?

E eu gosto de inventar brinquedos pra eles. Os preferidos deles são varinhas com qualquer coisa caçável na ponta. Aqui, eu já fiz com penas e tb com tiras de feltro. Feltro que eu usei pra forrar as prateleiras pq eles estavam levando tombos cinematográficos. Feltro que me levou ao encantado mundo da alta costura felina: brinquedos recheados com catnip.

Promovendo o canibalismo felino

Promovendo o canibalismo felino

É isso, só queria dividir com vocês o que a gente apronta por aqui pra deixar a casa mais gata e menos arrumada!!

Anúncios

Luz na passarela, que lá vem ela…

Há um ano essa bola de pelo com olho azul entrou pela porta do meu apartamento, ocupou espaço no meu coração e virou a rainha da gente!

Lembro direitinho o olhar assustado, a corrida pela cozinha, área e esconderijo embaixo do armário. A primeira manhã, que a piquitinha acordou disposta a brincar. Lembro da minha falta de jeito com gatos, da demora em compreender que ela ia ser ganha aos poucos e não ia me lamber ou fazer festa igual cachorro.

Há um ano, a gente começou uma aventura deliciosa ao lado dela! Obrigada, Licitcha, por nos conduzir a esse universo felino tão desconhecido por tanta gente. Obrigada, por nos ensinar a paciência, o cuidado e o tempo de cada coisa: do carinho, da brincadeira, da birra, do respeito e de um monte de coisas que ainda não sabíamos, até vc entrar pela porta, magrela e zoiuda.

Agora, com vocês, a estreia da nossa Godinha!

Quem é essa gente estranha?

Quem é essa gente estranha?

Como não tem saída, vou encostar aqui e dormir com essa faixa estranha na barriga... Pq me cortaram, gente? E vcs querem que eu goste de vcs???

Como não tem saída, vou encostar aqui e dormir com essa faixa estranha na barriga… Pq me cortaram, gente? E vcs querem que eu goste de vcs???

Hora da janta?

Hora da janta?

Humm, essa gente tá começando a me agradar...

Humm, essa gente tá começando a me agradar…

CAIXA???? Eu adoooro caixa! Amo vcs, gente!

CAIXA???? Eu adoooro caixa! Amo vcs, gente!

 

 

 

 

 

Why so brega?

A gente acordou essa semana com vontade de deixar nossa casa com mais cara de casa e menos aspecto de república. Moro sozinha há 13 anos, então os móveis e ambientes são todos compilações desses anos de estrada.

Os piquinitos não são tão destruidores de móveis. Tem só uma poltrona que é horrível, mas confortável, que eles destroem e eu não me importo que é essa aqui

Não tá linda a minha marca, maemae?!

Não tá linda a minha marca, maemae?!

A Alice adora arranhar as camas box, mas no nosso quarto eles não entram mais e a que fica no outro quarto é velha. E o sofá tá rasgando por causa do tempo de uso mesmo. O que tem é furinho das unhinhas deles se agarrarem pra subir.

Enfim, compramos um tapete de cizal (lindo, não canso de olhar! Rs!) e mantas pros sofás. Eles amaaaaram! Gatos não curtem muito mudanças de móveis, mas aqui em casa eles ficam super curiosos quando mudamos a disposição das coisas. É como se eles descobrissem um novo ambiente! O dia que a gente trouxe o tapete, mudou a ordem da sala e colocou o tapete foi uma festa imensa!

Combinou perfeitamente com o meu charme natural...

Combinou perfeitamente com o meu charme natural…

Daí que a Alice acredita piamente que o tapete é o novo arranhador gigante que ela ganhou de aniversário antecipado (dia 2 de agosto faz um ano que essa coisa fofa chegou em casa). Ela vai de canto em canto, se espreguiçando, arranhando e testando a resistência do cizal (ai, será que ele resistirá às unhas dela até eu terminar de pagá-lo??). A ideia é, aos poucos, substituir as coisas. A velha poltrona dirá adeus quando tivermos um arranhador à altura. Pesquisando sobre arranhadores, imaginando uma peça bonita e, claro mais importante, funcional pra eles, encontro isso:

Me tirem daqui, por favor...

Me tirem daqui, por favor…

isso:

Variedade e bom gosto

Variedade e bom gosto

e isso:

pras princesinhas mais exigentes

pras princesinhas mais exigentes

Gente, pq??? Why, my God, why??? Gatos são lindos, charmosos, discretos, elegantérrimos e precisam conviver com esse tipo de arranhador!!! Pq os arranhadores são bregas? Ou são caros? Ou pior: bregas e caros???

Tá, aí vcs me dizem, mas existem opções lindas como as do Ronron. Claro, eles são lindíssimos! Mas vcs já viram o preço disso??? Continuo comprando tapetes de cizal e espalhando pela casa!! São maiores e multiuso! Hahahahahaha

A opção (nacional) mais em conta e bonita que eu achei são esses arranhadores da Felis Catus

ufa, é possível ser razoável!

ufa, é possível ser razoável!

Enfim, foi só um desabafo! Hahahaha… E quem melhor pra entender dos dramas de uma casa felina do que vocês, né? Alguém me explica por que os arranhadores disponíveis no mercado são tão bregas e tão caros??

Lá vem a noiva!

Eu e o Zé vamos nos casar em setembro, no dia 21, quando completamos três anos de namoro (comemoramos o dia que nos conhecemos). Claro, não podiam faltar Chico e Alice nesse momento importante pra nós!

Como gatos não são bons em deixar o conforto do lar pra encarar uma festa, eles tiveram de estar presentes só nos convites!

momento faça-você-mesmo

momento faça-você-mesmo

visão melhor

visão melhor

Sou sortuda de ter encontrado o Zé! Não vou ficar fazendo propaganda, mas o último acontecimento com o pretinho, que contei aqui pra vcs, me despertou a vontade de escrever sobre isso.

O Zé não apenas me apoiou como ajudou demais! Ele ligou pro amigo veterinário, não teve preguiça ou vergonha de ir com a doida da noiva colar cartaz de gatinho encontrado nos postes do bairro. Ele não compreende, mas isso foi tão importante pra mim! Se eu tenho ao meu lado um louco que topa uma coisa dessas, sei que posso contar com ele pra qualquer coisa.

Eu nunca parei pra pensar, mas a Alice e o Chico me ajudam todos os dias a ter a certeza de tomar a decisão acertada ao unir minha vida à do Zé.

Quando Alice chegou eu estava trabalhando em eleição. Quem já fez essa doideira sabe em que a vida se transforma: trabalho de segunda a segunda. Trabalhei três meses sem folga nem aos domingos. Alice, no primeiro mês, não queria saber de dormir à noite. Na segunda noite em que ela se recusou a dormir (ainda não morávamos juntos), liguei aos prantos de cansaço e o Zé veio da casa dele amansar a oncinha até que ela dormisse. Quando chegou o Chico e, mais uma vez, tivemos um trabalho difícil na adaptação, quem manteve a calma foi ele.

Isso sem contar o cuidado e carinho que ele tem com os pequenos! Me divirto vendo eles brincarem, ele conversar com eles e inventar musiquinhas. Me alegram os olhinhos brilhantes da Alice fixos nele, esperando um petisco ou aguardando o próximo movimento dele pra que ela vá balançando a pancinha atrás. Acho delicioso quando ele faz com o Chico o que chama de “Circuito do Paipai” (roda com um ratinho no cordão sobre os sofás sem parar com o chico correndo a toda velocidade).

Então, chega de melação! E, conforme prometi, aí está a caixinha que eu fiz com o que sobrou da chita que usei pra fazer a lembrancinha dos padrinhos! Esse casamento me despertou o lado artesão! Chico e Alice se beneficiaram disso!!

Opa, deixa eu ver de pertinho esse celular,,, Aí, não to a fim de foto

Opa, deixa eu ver de pertinho esse celular… Aí, não to a fim de foto

Irmã, vem cá, não quero aparecer na foto sozinho...

Irmã, vem cá, não quero aparecer na foto sozinho…

Qual é a música?

Atire o primeiro pau no gato quem nunca cantou uma musiquinha pro seu bigode!
Vez ou outra eu recordo o melô do Borges em casa: coçar gatinho é muito bom coçar gatinho, coça, coça esse bonitinho… Mas Alice e Chico têm suas próprias músicas.

Alice é a gata do Chico. Não, não nosso chico nego, do Chico Buarque A gente sabe que se ela tivesse a oportunidade de viver pela rua virando lata e manter a vida de apartamento, almofada, trato e um bom filé de gato, ela faria!

http://www.youtube.com/watch?v=mAUvxNlFN2g

Já o Chico é nosso leãozinho. Só não tem juba, mas arrasta meu olhar como um imã. Primeiro pq acho esse preto delicioso, depois pq a gente precisa estar de olho, senão ele apronta mesmo! A última dele foi comer os sacos de areia e espalhar areia pra tudo quanto é canto…

http://www.youtube.com/watch?v=OyatNz8vC-w

Juba? Que juba, sua louca??

Juba? Que juba, sua louca??

Porém, eu assumo que me tornei uma “ótima” compositora. Vivo cantando músicas que eu crio pra eles. Uma beleza!! Só que não! E confesso tb que adoro olhar pra Alice, apertar as banhinhas e cantar: “gatinha assanhada, cê ta querendo o que…”. Não preciso dizer que ela detesta: pela apertação e pelo péssimo gosto musical…

Oi??? Alguém já te disse que vc não sabe rimar?

Oi??? Alguém já te disse que vc não sabe rimar?

Festa!

Eles amam brincar entre eles, mas quando resolvem usar os humanos pra brincar é uma delícia!! E a gente se diverte demais! Alice, se esconde atrás de paredes e móveis pra atacar uma penona, daquelas de fantasia. E, classicamente, pupila dilatação máxima!

óh Chico, uma pena!!!

óh Chico, uma pena!!!

Ai que brincadeira chata ficar olhando concentrado pra essa pena sem graça. Vou embora...

Ai que brincadeira chata ficar olhando concentrado pra essa pena sem graça. Vou embora…

1, 2, 3... Atacaaaar!!!!

1, 2, 3… Atacaaaar!!!!

E o Chico foi arrumar um jeito de se divertir tb! Virou a caixa e conseguiu ficar quietinho dentro dela. Até que passasse alguém, daí a caixa criava patinhas ferozes que atacavam a vítima desprevenida! O mais engraçado é que ele aprendeu a fazer isso sozinho! A gente tirava a caixa de cima dele, ele dava um jeito de se enfiar lá de novo! Choramos de rir da loucura dele!

Surpresa!!!

Surpresa!!!

Olha, uma caixa com patinhas!

Olha, uma caixa com patinhas!

 

Cortiço para gatos

Amar é falar pra caixa de supermercado se pode levar “aquelas três caixas grandes e iguais ali”, com a desculpa de que está mudando, já que ela nunca ia entender pq dois gatinhos de 20 centímetros de altura precisariam de tudo isso pra se sentirem felizes!

Vi no Ronron do Gato o quanto Darwin e Juca se divertiram com o condomínio pra gatos. Tendo uma gata em casa completamente enlouquecida com caixas, achei que ela seria o felino mais feliz do universo com um desses. Mas essa malandra já me consumiu recurso demais, portanto, não achei legal a ideia de investir meu rico dinheirinho em caixas de papelão.

Quando vi as caixas em que foram transportados os panetones na beirada do caixa do supermercado, não tive dúvidas!

A “montagem” foi uma festa só e, pela primeira vez na vida, a Alice pulou no meu colo! Eu estava furando a caixa no meu colo. Portando, ela pulou dentro da caixa no meu colo! Mas minha carência afetiva quer considerar que ela pulou no meu colo! Rs! Era gato dentro de caixa, era gato correndo atrás de retalho de papelão, eram dois gatos na mesma caixa, era gato investigando o furo na caixa, enfim, eles não sabiam mais o que fazer pra demonstrar tanta animação!

Pronto, meu condomínio virou cortiço pra gatos! Já que a a parência não é, nem de longe, das melhores. Aliás, desabafo: minha casa parece a casa da mãe joana – brinquedo esparramado, uma bolinha de papel em cada cômodo, caixas de papelão esparramadas e, agora, esse trambolho de caixas que só quem tem gatos entende! O Zé prometeu que vai melhorar a aparência do nosso cortiço, senão eu vou ter que sumir com ele durante o Natal. Não acho que minha mãe vai gostar da decoração nova!

Huuum, acho que falta um sofá...

Huuum, acho que falta um sofá…

Onde fica o toalete?

Onde fica o toalete?

Oi, irmã, veio me visitar? Fique à vontade!

Oi, irmã, veio me visitar? Fique à vontade!

Gostei daqui, como faço pra me inscrever no Programa Minha Caixa Minha Vida?

Gostei daqui, como faço pra me inscrever no Programa Minha Caixa Minha Vida?