Arquivo mensal: janeiro 2014

Irresistível…

Antes de vc ter um peludo com quem convive diariamente, vc pouco reparava nos gatos que andavam pelas ruas da cidade? Depois que vc se apaixonou por esses pequenos, parece que os gatos te buscam em todos os lugares? Presente! Aconteceu aqui!

Primeiro foi o pretinho, que conseguimos que fosse adotado em tempo recorde.

Agora, é essa delicinha:

Oi! Tudo bem? Vamos conversar já que vc está passando pela minha"casa"...

Oi! Tudo bem? Vamos conversar já que vc está passando pela minha”casa”…

Ela fica na rua, perto aqui de casa. Está castrada, não deve ter muito mais que um ano e é a coisa mais fofa! Se joga de barriga e ronrona quando eu paro pra fazer um carinho nela.

Queria muuuito que essa doçura ganhasse uma casa de comercial de margarina. Estamos perguntando em tudo quanto é canto quem quer, mas ainda não obtivemos sucesso. Estamos pensando em trazê-la pra casa, enquanto estamos sem o Chico e fazer com que seja adotada nesse período. Mas tenho receio da reação da Alice, minha sialatinha mais ciuminho do mundo.

Eu sempre topei com essa belezinha aos domingos, quando subo pra ir pra missa. Passo por ela, converso e dou um carinho. Nesse último domingo, ela me seguiu e quando eu parei antes de atravessar, ela continuou e parou no meio da rua, com semáforo aberto, pra me esperar. Tive de espantá-la, senão ela seria atropelada. De lá pra cá, percebi que ela é mansa demais pra viver na rua. É questão de tempo até ser atropelada ou sofrer algum tipo de agressão.

Por meio dela, conheci duas pessoas lindas! A mocinha que passa todos os dias pra ver se ela tem água. Descobri que essa moça, todos os dias, passa pelas ruas, das 19h às 22h, dando ração e água pra gatinhos sem donos. E tb o senhorzinho que coloca ração pra pequeninha. Esse senhor, há sete anos, coloca ração pra gatinhos que vivem nas ruas. Ele mesmo mandou castrá-la, depois que ela foi abandonada onde está hoje, com uma ninhada. Os gatinhos sumiram ou foram adotados, mas ela ficou 😦

Nem meus gatos me mostram a barriga como ela, quando eu me abaixo pra fazer carinho. Ai, que São Francisco e Santa Gertrudes deem uma forcinha pra que os dias de rua dessa lindinha estejam contados!

Já que está aqui, poderia, por gentileza, dar uma coçadinha na minha barriga?

Já que está aqui, poderia, por gentileza, dar uma coçadinha na minha barriga?

Ainda tá começando!

Por isso, dá tempo de dizer feliz 2014 pra todos!!!

Andamos sumidos pq com as complicações do Chico, eu confesso que fiquei bem chateada e fiquei quietinha. O pretinho voltou pra cirurgia. Hoje faz uma semana que ele foi operado novamente. Dessa vez, Chico vai ficar internado até o carnaval (ainda falta muito??)

A cirurgia foi ótima, ele já está até sem tala e começou a fisioterapia. O que não está muito bom dessa vez é o humor do Chiquinho. Ele não deixa ninguém fazer carinho ou chegar muito perto. Eu não estou indo vê-lo todos os dias pq senão num guento, né? Mas quando eu chego ele se transforma. Vira um pudim de ronrom e babinha, rola, mostra a barriga. Os veterinários estão impressionados com a mudança de temperamento quando chegamos pra visitar!

É só uma prova pros que acham que os gatinhos gostam apenas da casa em que moram. Claro que o Chiquinho morre de saudades de casa. Mas a casa que ele gosta mais é nosso colo, nosso carinho, a gente mesmo!

E é bom que ele goste mais da gente do que do ap pq temos novidades: vamos nos mudar daqui um ano!! Pra um ap menor, mas agora vai ser nosso! É uma boa novidade, vai ter de rolar uma super adaptação, mas é um assunto pra um próximo post!!

to bem brabo, bem brabo mesmo!

to bem brabo, bem brabo mesmo!