Ai, gente como faz?

Antes de Alice e Chico, eu nunca tinha reparado quantos gatinhos sofrem nas ruas :(. Agora parece que eles insistem em cruzar o meu caminho. Eu fico com o coração na mão, mas não tenho muito o que fazer! Não posso levar pra casa, pq Alice estressa demais e não temos como separar ambientes, o apartamento é pequeno.

Ontem, paramos o carro perto de um restaurante e tinha uma ninhada inteira numa casa abandonada. Tão pequenininhos, comendo lixo. Ai, pensei neles à noite toda! Por outro lado, agradeci demais a Deus pelo fato de alguém com coração mais mole que o meu ter cruzado o caminho da Alice e da mãe do Chico um dia! Senão seria ela com uma ninhada agora e ele comendo lixo. Nossa, me aperta a garganta só de imaginar!

Daí, hj de manhã, o Zé chega no trabalho e tem um branquelão lindo, com a pata quebrada, miando. Ele tentou se aproximar, mas o bicho tá bravo, provavelmente por causa da dor. Vamos levar ração e tentar fazer amizade com o pequeno, pra tentar pegar e levar pra castrar e tratar a patinha, pelo menos! Mas que dá uma dor no coração, dá…

Essa foto é do primeiro dia do Chico em casa. Cresce igual alpiste, da noite pro dia, esse bichinho!

O que? Eu nasci na rua? Não foi na maternidade?

O que? Eu nasci na rua? Não foi na maternidade?

Anúncios

6 ideias sobre “Ai, gente como faz?

  1. suzana

    Pois é, eu fico exatamente assim. Rezo para nenhum gato, especialmente filhote, passar por mim, pq sei que não vou conseguir dormir depois…tentei pegar um filhotinho amarelo uns tempos atrás que estava no estacionamento de um supermercado. Ele era bravo, me mordeu e arranhou. Como nunca tinha tomado vacina anti-rábica, fui direto pro hospital para fazê-lo…
    Foram 5 doses de vacinas durante 2 meses….o gatinho não se deixou pegar no final…é muito triste…a vontade é de pegar todos e enfiar dentro de casa né? Tomara que vc consiga pegar o gatinho machucado e pelo menos diminuir a dor que ele está sentindo.
    bjos

    Resposta
  2. Pretinha

    Bah é difícil mesmo ver os bichinhos nessa situação, a gente fica com o coração apertadinho, mas não dá pra pegar todos. Pelo menos 2 tu já ajudou ! Que pena esse branquinho com a patinha quebrada espero que tu consiga ajudá-lo, coloca um pouco de ração no fundo da caixa de transporte de repente ele entra e tu fecha a porta rapidinho, te prepara pra gritaria! Que linda a foto do Chico, pena que crescem tão rápido né!
    Bjs

    Resposta
  3. May

    Olá Ariana!
    Obrigada pela visita ao meu blog e pelo carinho. É exatamente com este propósito que eu me dedico a escrever o blog – pra ajudar a acabar com preconceitos, tirar dúvidas e estimular as pessoas a ajudarem, doarem, adotarem e amarem os gatinhos (e cãezinhos tb). 🙂
    Se tiver alguma dúvida ou sugestão, escreva, ta? Tem o Papo com o Doutor que é um recurso para tirar dúvidas médicas. As outras eu pesquiso e respondo tb!

    Quanto a esta questão que vc menciona neste post, eu acredito em um chamado, sabe? Alguma coisa que Deus (ou o universo, chame como quiser) cobra de nós quando enxerga nos nossos corações um amor e uma vocação.
    Eu passei 2 anos trabalhando num dos piores bairros de SP em termos de abandono de animais, o Bom Retiro. Lidei com mil colônias de gatinhos e histórias tristes todos os dias, mas isso só fez crescer em mim uma necessidade de ir além. De não me contentar em apenas ter tirado os meus 3 da rua, mas de ajudar aqueles que não tiveram a mesma sorte deles.
    Existem mil maneiras! Vc pode resgatar, colocar em hoteizinhos, divulgar bastante para adoção e fazer rifas para arrecadar pra manter esses bichinhos fora das ruas. Vc pode ir alimentar esses pobrezinhos uma vez ao dia, dar ração e água fresca para eles não precisarem comer lixo. Vc pode ir pegando um por um, castrando, deixando no seu banheiro para melhorarem dos efeitos da anestesia e soltar eles no dia seguinte (isso é tão importante quanto alimentar, pq pelo menos eles não colocam outros pobrezinhos no mundo e nem começam a se reproduzir entre eles dando origem a uma colônia), vc pode ir fotografando eles lá e pedindo adoção via e-mail e facebook, enfim. Sempre dá para fazer alguma coisa além, é só a gente ter a cabeça no lugar e colocá-la para funcionar!
    Dói mesmo. Ainda mais quando a gente entende o que é o amor e o que eles precisam para viver, mas de pouco em pouco, a gente muda o mundo! ❤
    Vai plantando sementinhas por aí e elas vão crescendo sem a gente nem imaginar. Trabalho de formiguinha!
    Bjs e até mais!!!

    Resposta
  4. Laís

    Eu também fico muito triste quando encontro qualquer animal abandonado, seja gato ou cachorro. Como não posso trazer para a minha casa (os cachorros e o marido são muito chatos) tento ajudar as protetoras da cidade que encontro no Facebook, elas estão sempre precisando de doações, seja ração ou roupas usadas para fazer brechós e arrecadar dinheiro. Todos os dias animais são atropelados e precisam de cirurgias e podemos fazer os pagamentos diretamente nas clínicas veterinárias, assim tenho certeza que realmente estou ajudando. Torço para que as pessoas aprendam a respeitar e amar todos os animais como eu!
    Beijos

    Resposta
  5. Lívia Fernanda

    É exatamente isso!! Eu também sofro muito. Uma vez fiz vista grossa para um filhotinho que estava em frente ao meu serviço. Pago caro até hoje, pois não tem um dia em que eu não passe pelo local e não sofra pelo bichinho!!!

    Antigamente, eu pegava os gatinhos que encontrava e levava para uma casa de ração para serem doados. O problema é que eu não sabia quem os levava e isso me deixava, de certa forma, triste. Hoje, graças ao facebook, eu pego, levo para a casa da minha mãe, que é maior (pelo menos eu tenho essa opção, pois a Agamabel também se estressa com outros gatinhos), castro e procuro que os queira. Até hoje sempre tive êxito! O fato de serem castrados ajuda a achar pretendentes!

    É complicado isso, talvez não dá para ajudar diretamente, pode ser mais fácil ajudar as ongs financeiramente, o que facilita pedir ajuda nessas horas. Percebo que você e seu marido parecem levar o maior jeito para “resgatadores de gatinhos”. Isso é um belo dom!!

    Beijos!!

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s